NA LUTA SINDICAL TEM CREDIBILIDADE QUEM LUTA EM DEFESA DA CANTORIA

Raimundo

É muito estranha a posição da professora Benedita ao falar que o sindicato está afastado da base, pois vejamos as lutas e conquistas na gestão do professor Raimundo Oliveira:

Reajustes salariais para a nossa categoria, unificação de matrícula, progressões e ampliações, gratificações, celeridade nas portarias de aposentadoria, fizemos campanha e conseguimos aprovar e regulamentar o Novo Fundeb e estamos lutando contra toda tentativa de retirada de direitos dos trabalhadores

Nos últimos 4 anos o Sinproesemma conseguiu conquistas importantes para os profissionais de educação do estado do Maranhão, conquistas essas que vão muito além das lutas sindicais.

A atual gestão fortaleceu as sedes regionais e os núcleos, fez reformas e implantação de sedes completas, modernizou a sede administrativa do sindicato, garantiu melhores acomodações na Casa do Educador, garantindo assim conforto para os professores que vêm do interior para São Luís.

Por fim, não consigo entender o porquê de um blog postar uma matéria sem um pingo de fundamentação e acima de tudo plantando fake news com relação a eleição do sindicato e ao processo eleitoral que respeita todos os preceitos previstos em estatuto. Questionar uma eleição é correto e permitido no ordenamento jurídico brasileiro, e se erros forem comprovados o  questionamento é legítimo, agora entrar na justiça pedindo para estender o prazo para inscrição de uma chapa é a prova cabal que a dita oposição não tem força política dentro da categoria, e se fosse apenas isso até que passava, mas entrar na justiça do trabalho com um pedido de liminar é no mínimo um equívoco jurídico para não usar outro termo.

Midia City

A cada clique uma informação!

Mais artigos

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>