Na semana passada, começaram a circular rumores a respeito da inclusão de Dragon Ball na Netflix. Aparentemente, a Toei Animation, finalmente, levaria seu mais famoso título para a gigante do streaming. Embora uma relação de “amizade” entre o estúdio e a plataforma já viesse se consolidando desde o remake em CG3D de Cavaleiros do Zodíaco, fortalecendo a credibilidade desse boato, parece que foi um equívoco por parte dos veículos de comunicação. As informações garantiam que, após retomar a clássica série dos guerreiros astrológicos, o serviço incluiria em seu catálogo Dragon Ball Kai. Ao passo que essa novidade foi recebida com entusiasmo pelos fãs, agora, chegou a hora de acabar com algumas expectativas. No entanto, antes vamos relembrar exatamente como toda essa situação foi originada.

Bom, tudo começou quando o blog Filmes Netflix, afirmou que o anime entraria no catálogo da plataforma no dia 15 de novembro. Entretanto, segundo o ANMTV, era preciso levar em conta a possibilidade de uma súbita mudança de planos. Afinal, a empresa já havia feito o mesmo com Cavaleiros do Zodíaco. Sendo assim, a estreia poderia ser prorrogada. Contudo, alguns dias depois, esse mesmo site desmentiu a possibilidade. De acordo com uma publicação do portal, a grande repercussão a respeito da notícia chamou a atenção da Netflix, que decidiu se pronunciar. Após entrar diretamente em contato com o ANMTV, a empresa garantiu que DBK não entraria em seu catálogo em novembro. Aliás, as únicas estreias programadas são aquelas que já citamos aqui.

Porém, a plataforma não comentou nada a respeito de uma possível chegada de Kai, em seu catálogo futuramente. Logo, tudo bem alimentar suas esperanças, mas com moderação.

Mais sobre Dragon Ball Kai

Dragon Ball Kai é uma remasterização de Dragon Ball Z, em alta definição. Em suma, se trata de uma versão editada por Akira Toriyama para comemorar os 20 anos de Dragon Ball Z. Logo, DBK traz as sagas Saiyajin, Freeza, Cell e Majin Boo com melhorias digitais e novos temas de abertura e encerramento. No total, a série conta com um total de 167 episódios. Ademais, chegou a América Latina em meio a muita polêmica por conta de mudanças no que se refere a dublagem e censura. Após terminar seu trabalho em Kai, Toriyama deu início ao desenvolvimento de Dragon Ball Super. Embora o anime tenha sido encerrado, o mangá ainda está sendo publicado. Por fim, esperamos que, algum dia, Dragon Ball realmente chegue na Netflix. Assim, caso aconteça de Kai ser o primeiro, podemos esperar que Super seja adicionado também.